Ha horas

Há certas horas, em que não precisamos de um Amor
Não precisamos da paixão desmedida
Não queremos beijo na boca
E nem corpos a se encontrar na maciez de uma cama
Há certas horas que só queremos a mão no ombro o abraço apertado ou mesmo o estar ali quietinho ao lado Sem nada dizer
Há certas horas quando sentimos que estamos pra chorar que desejamos uma presença amiga a nos ouvir paciente a brincar com agente a nos fazer sorrir Alguém que ria de nossas piadas sem graça
Que ache nossas tristezas as maiores do mundo Que nos teça elogios sem fim E que apesar de todas essas mentiras úteis nos seja de uma sinceridade inquestionável Que nos mande calar a boca ou nos evite um gesto impensado Alguém que nos possa dizer
Acho que você está errado mas estou do seu lado Ou alguém que apenas diga Sou eu seu amor E estou Aqui

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Artigos. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s